sábado, 1 de junho de 2013

Porque eu acredito no amor - Fernanda e Guilherme

"Acredito no amor porque eu prefiro acreditar no melhor que a vida possa me oferecer... E diversas vezes, de diversas maneiras diferentes ela me provou que o melhor que ela tem a me oferecer é o amor... Então eu acredito na vida! Porque sem amor eu nada seria..." Fernanda
 
Como conheceu o Guilherme?
Conheci em Caxias, numa terça feira qualquer. Foi no bar de um dos melhores amigos dele, que veio a ser nosso padrinho no civil alguns anos depois. Achei ele lindo de morrer, e nunca tinha visto ele antes...Ate hoje eu brinco que ele veio chegando perto tipo um sirizinho! Pois cada vez que eu olhava ele estava mais perto, vinha chegando de ladinho como quem não queria nada...Até que eu comecei a rir e nos conversamos um tempão. Encontramos vários pontos em comum e o foi o melhor papo do mundo!

Como foi o pedido de casamento?
Eu tinha acabado de voltar de viagem, fiquei uns três meses fora, e o Gui armou um natal com toda a familiarada dele mais a minha em Porto Alegre. Antes da ceia ele pediu para todo mundo rezar uma Ave Maria, já estava muito nervoso...Quando acabou a Ave Maria ele estava tão nervoso que puxou mais um Pai Nosso! O queixo dele tremia... Quando acabou o Pai Nosso não tinha mais reza pra puxar e ele me pediu em casamento...Não preciso falar que toda italianada já estava chorando!

Como foi a escolha das alianças?
Eu estava viajando e a Dani e o Gui definiram como ela seria. Mas eu sempre falei que queria com brilhantes e que dentro tivesse escrito "por toda a minha vida...", que foi a música que entrei no casamento.
 

Aliança em ouro branco 18 Kt, ouro amarelo 18 Kt e 15 brilhantes de 1,5 ponto

 
E o adereço do cabelo, foi escolhido a partir de que ideia?
Sempre soube que não casaria de véu e grinalda... Comprei a base do casquete e o voilette (tela que cobre o rosto) em São Paulo. A base da casquete era bem limpa e então a Dani e eu fomos no centro e compramos vários aviamentos (cristal, plumas, pérolas...) e a Dani começou a montar. Junto colocamos umas mosquinhas de joia que são antigas da nossa mãe...O voilette foi colocado e cortado depois que arrumei o cabelo, na hora de prender o casquete.


Cerimônia ao ar livre, pede uma criatividade maior na hora de montar o look da festa. A grande pedida nessas ocasiões são os acessórios de cabeça. Para a noiva, um casquete exclusivo e que case com o estilo do vestido. Inspirem-se!
  Noivos: Fernanda Dias Ribeiro De Fillippis e Guilherme De Fillipis
Local: Alto da Capela
Data: Janeiro de 2012 no Data:
Fotografo: Fábio Martins

Porque eu acredito no amor - Angela e Felipe


"O amor, na minha opinião, é o único sentimento incondicional. Independe de tempo, de desavenças, de separações geográficas, mesmo que temporárias... Amor é certeza, tranquilidade, carinho, segurança! E se o amor vem junto com um gato maravilhoso, como é o meu marido, daí melhor casar logo!" Angela

Como conheceu o Felipe?


Conheci através de amigos em comum. Primeiro em uma janta que aconteceu na minha casa, um amigo levou ele junto. Nós conversamos, ele pediu meu telefone, MSN, enfim todos os meus contatos. Nos falamos algumas vezes e dois meses depois nos encontramos no aniversário de uma amiga e, que por acaso é casada com um dos melhores amigos do Felipe. Uma semana depois estávamos namorando. Seis meses depois fomos morar juntos. Mais seis meses casamos!
 

Como foi o pedido de casamento?
Eu pedi o Felipe em casamento! Já havíamos falado sobre casar. Eu já havia sido pedida duas vezes em casamento anteriormente e fiquei animada com a ideia de passar pro outro lado. Como seria se eu pedisse o Felipe em casamento? Entra a Dani de novo na história!! Como a Dani é minha amiga há muitos anos e sei do talento dela como designer. Contei da minha intenção e, prontamente, ela se ofereceu para fazer as alianças. Pedi que fosse de prata que é um material que adoro e também porque seriam "alianças de compromisso", provavelmente não as definitivas. Imaginei que mais tarde o Felipe gostaria de participar da escolha de um par de alianças definitivo. Pedi ele em casamento no dia do nosso aniversário de namoro. Fiz uma super janta e depois pedi ele em casamento. Felipe ficou muito emocionado e surpreso e - UFA! - aceitou!

Alianças prata 950 Kt lixada com borda chanfrada polida


E a escolha das alianças?
Eu já tinha uma ideia. E também tinha certeza de que não queria algo comprado em uma loja. Alianças feitas através de um molde pronto, que várias pessoas teriam. Eu queria alianças feitas especialmente pra mim e pro Felipe, feitas a mão, únicas! Contei pra Dani da minha ideia, ela me mostrou algumas opções de modelo e ela iniciou o processo de fabricação. Sem eu saber, eles ainda preparavam uma surpresa pra mim, que eu só soube no dia do casamento. Além da aliança, Dani deu a ideia pro Felipe de fazer uma outra aliancinha de ouro branco com brilhantes. Acho que se chama de aparador de aliança. Ficou lindo o conjunto!
 


Aliança em ouro amarelo 18 Kt e aliança em ouro branco 18 Kt com 12 brilhantes 1,5 pt
 
Alianças em ouro amarelo 18 Kt
Fotógrafo: Fabricio Simões